A Influência das cores no ser humano 

A Influência das cores no ser humano 

Contra o stresse, a irritabilidade ou as insónias, existe uma terapia 100% natural: a cromoterapia. Esta consiste num tratamento que utiliza cores para curar doenças e restaurar o equilíbrio físico e emocional do paciente. Inspirando-se nesta terapia, existem algumas soluções de decoração que melhoram o bem-estar e a harmonia da sua casa ou local de trabalho.

O vermelho dá energia e estimula o espírito

O vermelho é a cor universalmente reconhecida como símbolo de urgência, mas também da energia e da paixão. A nível biológico, esta cor estimula a memória a curto prazo, aumenta a atenção e as emoções. Sendo assim, é uma cor a evitar nos quartos das crianças, principalmente das que já têm bastante energia. No entanto, pode e deve ser utilizada em quartos de casais, pois estimula a líbido e faz aumentar a temperatura sentida no quarto. Em almoços de família, uma toalha vermelha ou loiça deste tom fazem aumentar o apetite.

O azul acalma e proporciona noites descansadas

Alguns estudos mostram que o azul ajuda a diminuir a pressão arterial, e os ritmos cardíaco e respiratório. É a cor ideal contra o stresse e pode ser utilizada em todas as divisões. O azul escuro no quarto, proporciona noites tranquilas de sono mais profundo; já no escritório um azul mais claro ajuda a combater o stresse e a ansiedade. Para os artistas, é também um poderoso aliado, pois favorece a imaginação. Ainda assim os especialistas em cromoterapia não aconselham o azul a todas as pessoas, uma vez que esta cor leva a estados mais introspetivos e não facilita a comunicação. Ou seja, pessoas com quadros de depressão, não devem apostar no azul.

O rosa é ótimo para manter o bom humor

Já lá vai o tempo em que o cor de rosa era uma cor reservada exclusivamente às meninas. Usado em paredes de escolas, prisões e mesmo alas psiquiátricas de hospitais, o cor de rosa tem, no organismo, um efeito semelhante ao azul. Além disso é uma cor quente, mesmo em tons claros, estimula a aproximação aos outros. No entanto, se optar por rosas fortes, não é bom exagerar: alguns apontamentos de rosa numa divisão são suficientes, como uma almofada ou um tapete. Se usado em demasia o rosa pode ter o mesmo efeito excitante do vermelho, em vez de relaxante. Para quem não é fã de cor de rosa, os verdes água e o pêssego são uma ótima alternativa.

O amarelo representa a alegria

O amarelo é a cor que influencia o ser humano de forma mais positiva. É a mais alegre, transmite energia, afasta os pensamentos negativos. Se for um amarelo forte, a atirar para o laranja, estimula a comunicação, mesmo nas pessoas mais tímidas e ajuda à resolução de conflitos, pelo que é ideal para ambientes empresariais. Mais uma vez, se optar por tons fortes de amarelo, é aconselhável usá-los apenas em pequenos apontamentos de decoração e não numa parede inteira. Os detalhes em amarelo favorecem a concentração, facilitam a aprendizagem e desenvolvem o sentido de organização.

O branco nem sempre representa paz de espírito

Apesar de ser uma cor associada à paz, os ambientes acromáticos não são os mais estimulantes. Alguns estudos relacionam os ambientes brancos com o absentismo ao trabalho e mesmo com quadros de burnout. Outos estudos também constataram que os casais que dorme em quartos maioritariamente brancos, têm menos vezes relações sexuais do que aqueles que dormem em quartos vermelhos. Se o seu quarto é branco e pretende alguma mudança, aposte em lâmpadas ou em candeeiros vermelhos para dar mais cor à divisão. A única divisão em que o branco deve ser usado é a casa de banho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *